Casa

“Eu sou a tua casa, aquela que por vezes maltratas e odeias, eu permito-te mexeres-te, expressares-te e que funciones como um ser vivo, sou capaz de coisas extraordinárias! No entanto, eu não sou perfeito, erro por vezes, tenho problemas… Mas se tu me maltratas isso só vai piorar, vou começar a errar mais e mais e por vezes posso parar sem aviso prévio…

Não te garanto que cuidares bem de mim te vai dar anos de vida, mas se tentares é bom para os dois! Sei que não depende só de ti, existe muita poluição no ar que respiras e muitos químicos naquilo que comes para me alimentar…

A casa de todos nós está contaminada e isso está a espalhar-se pelos rios, oceanos, solos e ar! Mas se me deres bons nutrientes, posso tentar lutar melhor contra elas, tu nem sabes o poder que a natureza tem escondido dentro de si, a terra dá-nos coisas maravilhosas!

Só depende de ti me amares, só depende de ti cuidares de mim! Sei que por vezes não digno de uma capa de revista, mas eu sou assim ama-me, escuta os meus pedidos de ajuda! Só quero que sejamos felizes um com outro, porque vamos estar juntos até que a morte nos separe!”

Uma carta do teu Corpo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s