Desafio da Fragilidade

Somos tão frágeis e vivemos como se fossemos de ferro, mas até o ferro se amolga e enferruja! Aceitar a nossa fragilidade humana é talvez um dos grandes passos da humanidade, e um dos caminhos para muitos entendimentos…

Todos temos medos, todos choramos, todos erramos, todos sofremos, mas todos temos a capacidade de ultrapassar as situações más… No entanto vivemos num mundo, onde ser importante e superior é que conta, não ligamos ao sofrimento dos outros, ao que pode estar a passar, apenas julgamos e subjugamos os “mais fracos”… Esquecendo-nos que também o somos, e talvez se nos ajudássemos era tudo mais fácil!

As pirâmides que construímos são mais difíceis de escalar, quando pedimos igualdade! Temos que perceber que não somos nada sem aqueles que nos rodeiam, que temos o poder de ajudar, de amar e de erguer o outro e não de o destruir…

Ser frágil é humano, alimentar ódios e guerras, só por lucros e poderes só nos destrói! Um dos grandes despertares para este tema da fragilidade humana é o nosso planeta, todos os eventos extremos, mostram que não mandamos em nada, que não são precisas bombas e guerras para haver destruição, que basta um sopro ou um erro para terminar muita coisa.

Evoluir

Por isso em 2020 deixo-vos um desafio, olhem a vossa volta, contemplem e aceitem essa fragilidade! Estejam atentos aos outros, ás suas necessidades, aos seus pedidos de ajuda… Todos unidos somos mais fortes, porque o amor é o caminho e só o podemos seguir se aceitarmos a igualdade que nos une!