Questiona

O mundo em que vivemos está cheio de crenças e leis, deixadas por outros, alguns nem conhecemos, mas seguimos sem questionar porque socialmente é esse o nosso dever, seguir sem questionar, sem pensar e sem refilar…

Eu acredito que existe um Deus/Deusa, eu acredito que somos suas sementes e sua parte, eu acredito que dentro de cada um de nós existe a divindade, que apenas pode ser vivida na verdade e no amor.

No Dia da Mãe senti estas palavras dentro de mim “Sagrado é dar a Vida”, e isso fez-me refletir nos padrões que existem… Na religião muitas vezes se fala do pecado que é a sexualidade e “que o pecado tem que sair”, isto fez-me perceber que segundo estas crenças já somos culpados à partida, somos todos frutos do pecado.

Mas não, não é nada disso, não somos culpados, nem somos frutos do pecado. Somos corajosos por querer encarnar na matéria e curar as nossas feridas, querer evoluir a partir de um corpo que nos transforma! Então porque é que sempre ouvimos que Deus condenava o sexo? Porque desde sempre era o homem a falar, era o homem a culpar-nos pela nossa própria existência, para poder exercer o seu controlo sobre a nossa individualidade, para poder criar a separação, o ódio e o julgamento…

Deus ou como lhe queiram chamar, não têm a culpa de que as religiões estejam cheias de dogmas e maldade, porque não é Ele que lá está, mas sim o Ego e a cede de poder e controlo do homem, o controlo pela culpa, pela separação e pela superioridade!

Temos que questionar, temos que pensar e temos que buscar dentro de nós a semente que Ele nos deixou! Essa semente leva-nos à verdade e ao seu verdadeiro amor. E não, não há um Deus castrador e castigador, ele vibra no AMOR e não na dor e na culpa!

A que saber distinguir a vontade do Divino da vontade do Homem que apenas quer controlo sobre nós e separação… Questiona e leva LUZ às sombras, busca em Ti todas as respostas e verás a verdade e o Divino.

Foto de Altınay Dinç no Unsplash

Questiona, acredita e lembra-te Tu és semente!

Lê também: Tu és Divino

Tu és Divino

O divino está dentro, dentro de ti e dentro de todos nós…

A divindade está em cada um nós, mas muitas vezes todas as tuas máscaras não te permitem vivê-la! Fala-se muito de espiritualidade e ela nada mais é do que vivermos o nosso divino, não há macumbas, não há vestes especificas, um Deus específico ou uma forma de vida mais correta…

Ser divino é ser real, é viver na verdade da tua própria essência e brilhares sem ofuscares os outros! Não é oculto está em ti, e em todos nós, a espiritualidade é autoconhecimento, verdade, gratidão e aceitação.

Acho que muitas vezes confundimos conceitos, criamos caixas e tentamos colocar cada um na sua, mas na realidade ser espiritual não tem roupa, género, raça, religião, crenças, ou um publico específico. Não é apenas a igreja que define a tua espiritualidade, tu também és um ser divino que deve ser lido, escutado e sentido, não é as vestes brancas ou negras que definem a tua energia boa ou má, não é a tua forma de viver ou de alimentação que definem o quão sabes a mais que os outros!

Primeiro que tudo para chegares a tua divindade é preciso fazeres um caminho por ti próprio, dentro de ti para ti, o caminho pode ser longo e difícil, mas não existe uma receita sem ser o amor e a compaixão. Dentro de ti tens toda a dor, a tua e a dos outros, uma dor que vai ser difícil de reviver mas que vais ter que aceitar, porque a dor pode ser transformada em dom!

O dom da aprendizagem, do crescimento e da luz. Podes pedir que alguém te guie, mas o caminho tem que ser feito apenas por ti. Reviver e aceitar tudo aquilo que não és, todas as máscaras que colocaste, toda a dor que não te permitiste sentir para realmente poderes chegar a quem és de verdade!

Tu és Divino

Encontra as respostas no teu interior e aprende a aceitar, a agradecer, a amar e a não oprimir! Podes ouvir os outros, mas não te deves mover segundo eles, mas sim segundo o que o teu coração te diz… Sabendo sempre que somos todos diferentes, e a nossas fases e experiências podem ser distintas, no entanto estamos todos unidos e fazemos todos parte do mesmo universo, por isso todos podemos ser o que realmente queremos.

Ser divino é seres Real!

Lê também: E-book Reconectar