Autoperdão

Bem este texto vem com atraso e será bem curto, e sabem porque? Porque decidi perdoar-me, ser humana e perceber o meu limite…

Confesso têm sido dias desafiantes, sem razão aparente cai numa espiral de ansiedade, pois é também me acontece, não sou de ferro. Não somos máquinas, mas vivemos tantas vezes como tal, decidi parar e avaliar, estava a sobrecarregar-me e isso estava tirar-me do meu centro…

Decidi escolher fazer umas coisas e não outras, e isto foi ainda mais difícil, mas hoje estou aqui para dizer que me perdoo, pois percebi que me estava perder nas minhas próprias palavras e por vezes é mesmo necessário falhar uns dias e avaliar aquilo que realmente estamos a fazer.

A vida é um equilíbrio entre dar e receber, e ser e fazer, e eu pergunto-te: Estas só a dar ou só a receber? Estás só a fazer ou só ser?

Para e pensa, qual é o teu caminho e escolhe sem pesos no peito. Tu não és uma máquina e quem não percebe isso não deve fazer parte da tua vida!

Foto de Karsten Winegeart no Unsplash

Eu hoje estou aqui para te dizer que me perdoo e que irei falhar sempre que sentir que o meu corpo me pede para parar, e está tudo bem ás vezes precisamos mesmo de uns instantes para SER e não estarmos sempre no FAZER.

Por isso perdoa-te, não sejas tão exigente contigo, escolhe aquilo que podes e não podes fazer e permite-te ter o teu tempo para Ti, para Seres e te Conheceres, porque mais ninguém o fará por Ti.

Perdão

Dez meses sem ti, mas contigo… Vamos falar de Perdão…

Cada vez vejo mais um mundo de rancores, de ódios de estimação, de egoísmo e com falta de compaixão… É certo que há pessoas muito más por aí, mas eu perdoas porque a sua maldade, a sua ganancia e a sua cede por poder não as torna mais felizes e na realidade terão que cá vir muitas vezes até aprender a ser o bem, a verdade é que todos cometemos erros e todos merecemos um perdão!

Vejo famílias, amigos, vizinhos que não se falam, que cultivam o odeio entre si, que queriam pequenas guerras por pedaços de nada, a vida é bem mais que bens materiais, é bem mais que honras, é bem mais que decidir quem manda… Se criamos guerras nos nossos pequenos núcleos, não podemos pedir a paz no mundo, porque nós próprios alimentamos a guerra e a falta de amor…

Aprender a perdoar não é sermos fracos, mas sim sermos mais fortes que a maldade… Perdoar é aceitar que a maldade existe, mas que ela não entra na nossa vida, por isso perdoar não é esquecer, mas sim viver com a certeza que a vida ade ensinar aqueles que magoam e maltratam alguém a serem melhores, até pode demorar, até pode não ser já mas um dia vão chegar lá! E não é por não lhes falarmos, ou os tratarmos mal que isso vai acontecer mais depressa…

Mãe tu sabias perdoar tão bem, perdoas-te tanta maldade, tanta falta de amor… E quem te magoou sabe e terá que viver com isso, mas sabem ela perdoou! Quem te conhecia sabia que davas a outra face, que apesar de magoada seguias a bondade e o amor… Que a maldade podia ferir o teu coração, mas nunca a deixavas ficar contigo deixavas a ir, sabias perdoar e esperar que o bem vencesse!

Quanto mais penso na tua vida mais vejo, o quão bom ser humano eras, apesar de sofreres tanto nunca guardaste rancores e alimentas-te guerras… Preferias deixar ir esses sentimentos e acreditar que o amor cura tudo!

20191008_1051437489715012446910390.jpg

Perdoar é acreditar que o Amor é mais forte! Obrigada Mãe por nos ensinares a perdoar, por nos ensinares a viver no Amor…

Resultado de imagem para coração emoji preto