Sombras

As tuas sombras não vêm só de ti, vêm de todos os teus antepassados que te deram a vida, as suas dores e magoas foram passando…

A tua sombra é soma daquilo que te bloqueia e daquilo que bloqueia aqueles que vieram antes de ti, foi em meditação que descobri que muitos dos meus bloqueios vinham da falta de amor e servidão de toda a minha linhagem… E a culpa não é de ninguém não é de quem colocou dor, nem daqueles que a transportaram até ti, foram apenas coisas mal resolvidas, integradas e vividas!

A tua sombra resulta da não aceitação, da culpa, da dor, da vitimização, do não merecimento, da necessidade de agradar todos e seres aquilo que não és. A sombra que carregas começa por te fazer sofrer e depois crias escudos, capas, máscaras, para que não te magoem ou não te reconheçam como ser vulnerável que és…

Começas assim a deixar de viver a tua verdade e apenas sobrevives, num corpo que apenas vê guerra e inimigos à sua volta, que vive escondido nas sombras, com medo de sair e mostrar o seu verdadeiro brilho!

Foto de Jordon Conner no Unsplash

Como podes levar Luz às tuas Sombras?

  • Conhece-te

Começa por te conhecer a ti próprio, tens tantas capas que já nem vês realmente quem és! Precisas vasculhar as tuas entranhas, arrumar a bagunça e limpar todas essas capas para que possas chegar à tua Luz.

  • Aceita cada parte da tua História

Toda a tua história te transforma naquilo que realmente és, todas as partes contam, tudo importa, tudo faz parte do caminho que decidiste percorrer para evoluir como Ser Divino na matéria! Tudo deve ser integrado, honrado e vivido na sua plenitude e verdade.

  • Perdoa

Perdoa-te, perdoa os que te rodeiam não existem culpados apenas circunstâncias da vida. O perdão ajuda-te a saber os teus limites, ajuda-te a perceber quem te causa dor e o que te causa dor e desta forma podes proteger-te melhor, sem precisares de escudos e capas.

  • Honra

Honra aqueles que vieram antes de ti, que te deram vida, cura as suas feridas e irás entender muito sobre as tuas. Honra-te a ti, tu és o divino neste mundo, ama cada parte de ti, nutre-te de energia vital, tu és inocente e mereces todas as dádivas divinas que a vida tem para te dar, TU ÉS SUFICIENTE.

Tu podes curar as feridas, tu podes iluminar toda a tua origem e libertar toda a dor, transformando em Luz as sombras e Brilhando sem medo na tua verdade.

Ilumina as tuas Sombras

Lê também: Vitimização

5 Práticas de Relaxamento

Hoje trago-te um texto leve para relaxares um pouco da correria, da realidade e da loucura que vai lá fora!

Muitas vezes só queremos um momento para nós, para nos ouvirmos e ouvirmos o universo, hoje decidi trazer-te 5 práticas de relaxamento que costumo fazer, para me conectar comigo e com o universo e para sossegar a mente.

5 Práticas de Relaxamento

1 – Meditar

Há uns anos que tentava meditar, mas nunca conseguia criar o hábito, a minha mente saltitona não conseguia sossegar e eu começava a pensar que não era capaz de chegar a essa quietude interna.

Há uns tempos percebi que meditar não é desligar e sair para fora, meditar é acolher aquilo que nos vêm a mente sem julgar e vir para dentro, o que me acontecia antes é que ficava muito frustrada por me surgirem pensamentos, isto levava ao surgimento de cada vez mais pensamentos, muitos de autocrítica e inferioridade em relação a mim…

Mas hoje venho te dizer, meditar não é ausência de pensamentos, pelo contrário vêm muitos, alguns bastante importantes e outros que devem ser acolhidos e deixados ir com suavidade, para não entrarmos na espiral de culpa e não merecimento.

Ao iniciares uma rotina meditativa viram muitos pensamentos pouco importantes como: “tenho que ir fazer o almoço”, “tenho que ir lavar o carro”, “tenho que levar o cão a rua”, “tenho que ir dar banho aos miúdos”… Mas acredita aos poucos vais treinando a tua mente inquieta a sossegar, e isso irá permitir a abertura do teu canal sagrado entre o céu e a terra e as mensagens de Luz começaram a chegar, por isso não desistas, o treino irá permitir-te uma maior quietude, mas haverá sempre pensamentos.

Um bom começo pode ser a Meditação – Foco na Respiração, é uma meditação curtinha feita por mim, para te iniciares em dois pontos importantes da meditação a tua própria respiração e presença no aqui e agora.

2 – Observar

Gosto muito de observar especialmente a natureza, ela tem mensagens lindas e divinas para nos transmitir. A cada sopro do vento, a cada passarinho a cantar, a cada árvore e animal que nela habita.

Podes observá-la da tua janela, ou dando caminhadas em consciência e conexão com a mesma, isto irá estimular também a tua conexão com a tua divindade e verdade interna.

Outra forma de observar é ler ou observar histórias e situações para perceber a diversidade que existe no mundo, por vezes ao ouvirmos ou lermos certas histórias podemo-nos identificar com ela ou perceber que a nossa realidade é bem mais fácil que aquilo que pensamos.

Algo muito importante é observares-te a ti próprio, olhares te ao espelho ou observares o teu interior as tuas dores, as tuas feridas, as tuas cicatrizes, as tuas vitórias, a tua beleza individual, a casa que sustenta essa alma, amando-a, acolhendo-a e cuidando-a.

3 – Escrever

Esta é uma das minhas grandes terapias, tanto para tentar passar informação, como para exprimir as minhas emoções.

Talvez não saibas, mas uma das páginas deste Blogue começou por ser uma maneira de expressar a dor que senti em determinado momento da minha vida (Pedaços de Ti). Depois da morte da minha Mãe, decidi prestar-lhe uma homenagem e comecei a escrever-lhe todos os meses, era uma maneira de remover aquela dor e hoje vejo que era um momento de pura conexão com o seu espírito amoroso. Por vezes ainda lhe escrevo, agora em forma de amor e reconhecimento, mas acredita esta pode ser uma poderosa maneira de te descobrires e reinventares.

Escreve as magoas, o que te atormenta e prende, e através desses textos podes ver a forma de mudar e volta a escrever. Depois convido-te a escreveres as bênçãos, os agradecimentos e a felicidade, pois estes sentimentos geram abundância e quando expressos são a chave para abrires o peito em amor e gratidão pelas pequenas coisas da vida.

4 – Ouvir Música

Sempre adorei música e desde que descobri que o som é um grande potenciador da limpeza da alma, tenho cada vez mais procurado músicas poderosas que abrem o nosso campo energético à cura e equilíbrio.

Muitas vezes quando me sinto mais em baixo, ou sem energia como se algo estivesse fora do sítio, permito-me ouvir algumas musicas que me equilibram e trazem paz.

Algumas músicas que te sugiro: Passarinho – Rainer Scheurenbrand; Ave Maria – Sounds of Ashana; Cuatro Vientos – Danit; Remember – Omkara; Now we are free – Gladiador.

5 – Banhos conscientes

Este é um processo que faço a pouco tempo, mas que se tem revelado muito transformador, a água é uma poderosa forma de nos purificar é um dos elementos divinos da natureza, sempre que sinto aquele stress e desequilíbrio permito-me tomar um banho consciente.

Consiste em intuir que tudo aquilo que não me pertence ou que não me faz mais falta seja limpo pela água, podes fazê-lo em banhos em casa, em banhos de mar ou de rio. Toda a água tem esse poder, basta intuíres e acreditares no seu poder.

Depois destes banhos sinto-me revigorada e leve, não é preciso todo um ritual, basta intuir, acreditar, estar presente naquele momento e sentir a água a levar tudo.

🙏 Mãos Juntas Emoji