Sombras

As tuas sombras não vêm só de ti, vêm de todos os teus antepassados que te deram a vida, as suas dores e magoas foram passando…

A tua sombra é soma daquilo que te bloqueia e daquilo que bloqueia aqueles que vieram antes de ti, foi em meditação que descobri que muitos dos meus bloqueios vinham da falta de amor e servidão de toda a minha linhagem… E a culpa não é de ninguém não é de quem colocou dor, nem daqueles que a transportaram até ti, foram apenas coisas mal resolvidas, integradas e vividas!

A tua sombra resulta da não aceitação, da culpa, da dor, da vitimização, do não merecimento, da necessidade de agradar todos e seres aquilo que não és. A sombra que carregas começa por te fazer sofrer e depois crias escudos, capas, máscaras, para que não te magoem ou não te reconheçam como ser vulnerável que és…

Começas assim a deixar de viver a tua verdade e apenas sobrevives, num corpo que apenas vê guerra e inimigos à sua volta, que vive escondido nas sombras, com medo de sair e mostrar o seu verdadeiro brilho!

Foto de Jordon Conner no Unsplash

Como podes levar Luz às tuas Sombras?

  • Conhece-te

Começa por te conhecer a ti próprio, tens tantas capas que já nem vês realmente quem és! Precisas vasculhar as tuas entranhas, arrumar a bagunça e limpar todas essas capas para que possas chegar à tua Luz.

  • Aceita cada parte da tua História

Toda a tua história te transforma naquilo que realmente és, todas as partes contam, tudo importa, tudo faz parte do caminho que decidiste percorrer para evoluir como Ser Divino na matéria! Tudo deve ser integrado, honrado e vivido na sua plenitude e verdade.

  • Perdoa

Perdoa-te, perdoa os que te rodeiam não existem culpados apenas circunstâncias da vida. O perdão ajuda-te a saber os teus limites, ajuda-te a perceber quem te causa dor e o que te causa dor e desta forma podes proteger-te melhor, sem precisares de escudos e capas.

  • Honra

Honra aqueles que vieram antes de ti, que te deram vida, cura as suas feridas e irás entender muito sobre as tuas. Honra-te a ti, tu és o divino neste mundo, ama cada parte de ti, nutre-te de energia vital, tu és inocente e mereces todas as dádivas divinas que a vida tem para te dar, TU ÉS SUFICIENTE.

Tu podes curar as feridas, tu podes iluminar toda a tua origem e libertar toda a dor, transformando em Luz as sombras e Brilhando sem medo na tua verdade.

Ilumina as tuas Sombras

Lê também: Vitimização

Vitimização

Ser vítima é sofrer de um abuso físico ou psicológico… E essas sim devem ter voz e ser ouvidas!

No entanto, nós somos um espelho e por isso muitas vezes atraímos situações e pessoas que vem para pôr o dedo na ferida, elas não são culpadas e tu não és culpado, a vida apenas quer que cresças!

Sempre que a vida te corre menos bem não culpes ninguém, mas percebe que é um sinal para mudares qualquer coisa ou cresceres de uma determinada maneira. A vida tem maneiras lindas, mas por vezes dolorosas de nos dizer que o caminho não é aquele, ou que a curva vai ser mais apertada!

Não há culpados, não vivas uma vida de vitimização, tu podes criar a tua própria realidade percebendo que tudo têm um motivo maior, um propósito de te fazer crescer a cada vitoria ou derrota. Não são os teus familiares, amigos, vizinhos ou conhecidos que tornam a tua vida difícil, eles são apenas mensageiros e reflexo da tua própria necessidade de autoconhecimento, crescimento ou mudança!

Outro problema da vitimização é que ela leva ao ódio, à separação e à criação de mentiras! E acredita viver uma vida plena e deixar tudo isso para trás, pois tudo o que tu vibras tu atrais… Por isso escolhe o AMOR, a UNIÃO e a VERDADE!

Tu podes mudar o disco da tua vida, tu podes mudar a energia que te rodeia, para isso basta vibrares no Amor e na Verdade, sabendo que tudo faz parte do caminho que a tua alma tem que percorrer!

Lembra-te que vítima é quem realmente sofre de um abuso, mesmo assim muitas dessas pessoas ultrapassam e superam, levando a vida para frente… Porque escolhem sair desse buraco da vitimização e lutar pela sua realidade de AMOR. O primeiro passo é sempre escolher sair da situação e em seguida seguir caminhando, amando e perdoando!

Fotografia de Inga Gezalian no Unsplash

Tu és um espelho, que reflete no outro aquilo que vibras!

Lê também: Questiona

Inocente

Eu sou INOCENTE, Eu sou INOCENTE, Eu sou INOCENTE

A inocência é a ausência de culpa, ou então aquela sensação que está tudo bem sempre, é muitas vezes associada a infância… Eu hoje venho dizer-te que és inocente, porque se viveres na tua verdade e com amor para contigo e com os outros, não existe culpa, não existe maldade…

Lembra-te daquela criança que acreditava nos seus sonhos, daquela criança cheia de felicidade e pergunta-te: “Onde te perdi?”, descobri que afinal ser inocente e acreditar num mundo cheio de amor e felicidade pode transforma realmente a nossa vida…

Tu não és culpado, tu não és castigado, tu és amor, tu és cura, tu és felicidade!

A forma como nos vemos a nós e ao mundo, muda muito a nossa realidade, e muitas vezes levam-nos acreditar que somos culpados de tudo e mais alguma coisa e começamos a criar mascaras para não nos apontarem o dedo… Essas máscaras escondem a nossa verdadeira essência, passamos a ser apenas marionetas, a viver uma vida que não é a nossa, tornamo-nos apenas executores não criadores!

Tu és inocente, tu és semente divina e tu podes criar, podes criar um mundo melhor, uma realidade de amor, felicidade e paz… Para isso basta encontrares no teu interior o teu verdadeiro Eu de AMOR!

O AMOR é o fio condutor para a cura da dor e para transformar da nossa sombra em luz, todos nós somos feitos de luz, mas ela tem vindo a ser apagada e mascarada pela culpa, não merecimento e negatividade.

Por isso convido-te a te abrires no AMOR, abre a tua alma e espírito e perdoa-te, ama-te e vive a tua verdade…

Foto de Olivia Bauso no Unsplash

Tu és Inocente

Lê também: Parar

Questiona

O mundo em que vivemos está cheio de crenças e leis, deixadas por outros, alguns nem conhecemos, mas seguimos sem questionar porque socialmente é esse o nosso dever, seguir sem questionar, sem pensar e sem refilar…

Eu acredito que existe um Deus/Deusa, eu acredito que somos suas sementes e sua parte, eu acredito que dentro de cada um de nós existe a divindade, que apenas pode ser vivida na verdade e no amor.

No Dia da Mãe senti estas palavras dentro de mim “Sagrado é dar a Vida”, e isso fez-me refletir nos padrões que existem… Na religião muitas vezes se fala do pecado que é a sexualidade e “que o pecado tem que sair”, isto fez-me perceber que segundo estas crenças já somos culpados à partida, somos todos frutos do pecado.

Mas não, não é nada disso, não somos culpados, nem somos frutos do pecado. Somos corajosos por querer encarnar na matéria e curar as nossas feridas, querer evoluir a partir de um corpo que nos transforma! Então porque é que sempre ouvimos que Deus condenava o sexo? Porque desde sempre era o homem a falar, era o homem a culpar-nos pela nossa própria existência, para poder exercer o seu controlo sobre a nossa individualidade, para poder criar a separação, o ódio e o julgamento…

Deus ou como lhe queiram chamar, não têm a culpa de que as religiões estejam cheias de dogmas e maldade, porque não é Ele que lá está, mas sim o Ego e a cede de poder e controlo do homem, o controlo pela culpa, pela separação e pela superioridade!

Temos que questionar, temos que pensar e temos que buscar dentro de nós a semente que Ele nos deixou! Essa semente leva-nos à verdade e ao seu verdadeiro amor. E não, não há um Deus castrador e castigador, ele vibra no AMOR e não na dor e na culpa!

A que saber distinguir a vontade do Divino da vontade do Homem que apenas quer controlo sobre nós e separação… Questiona e leva LUZ às sombras, busca em Ti todas as respostas e verás a verdade e o Divino.

Foto de Altınay Dinç no Unsplash

Questiona, acredita e lembra-te Tu és semente!

Lê também: Tu és Divino